Concursos Públicos

Servidor público pode financiar casa própria com taxa de juros menor

[ad_1]

É de conhecimento geral que no mercado dos bancos, aqueles que possuem estabilidade financeira têm mais vantagens nas linhas de crédito. Como é o caso dos servidores públicos. Nessa conjuntura, os benefícios podem ser ainda mais interessantes se a relação do cliente com a financeira estiver em bons termos.

De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), uma das estatais mais buscadas quando o assunto é financiamento imobiliário, a concessão dos créditos utiliza como parâmetro o risco de atraso das parcelas pelo cliente, além de análise do histórico de bom pagador.

Financiamento Caixa com taxa fixa

Na última semana, a Caixa lançou a nova modalidade de financiamento imobiliário, com taxas fixas que chegam a 9,75% ao ano para o público em geral. No caso de quem faz parte do funcionalismo público, esses valores podem ser menores, ficando entre 8,25%, 8,75% ou 9,25% ao ano. 

De acordo com a financeira, as aplicações das porcentagens consideram dois aspectos fundamentais de concessão: a quantidade de anos (10, 20 ou 30) para quitação total da dívida e se o solicitante é correntista ou não do banco. Além dos servidores públicos, funcionários de iniciativas privadas parceiras da Caixa também podem conseguir descontos na hora de financiar a casa própria. 

Financiamento com base na inflação

Outra opção de financiamento imobiliário disponibilizado pela Caixa tem como referência para a cobrança dos juros os índices inflacionários. Neste caso, os percentuais das parcelas variam entre 2,95% e 4,95% acrescidas do Índice de Preços ao Consumidor ou IPCA.

Novamente, os valores são válidos apenas a servidores públicos e em condições especiais. Ou seja, aqueles com o salário no banco para que os descontos das parcelas sejam feitos diretamente da folha (crédito consignado). Pegando carona na modalidade, a iniciativa foi seguida pelo Banco do Brasil. 

Os serviços também estão disponíveis aos trabalhadores de empresas privadas, onde a menor taxa oferecida fica na faixa de 3,25% ao ano acrescida do IPCA. 

Bancos privados

Diferentemente dos bancos públicos, as instituições financeiras privadas, a exemplo Bradesco, Santander, Itaú, utilizam como correção dos financiamentos imobiliários a taxa referencial (TR), zerada desde 2017.

Os percentuais anuais oscilam entre 7,30% no caso do Bradesco e 7,45% para contratos no Itaú Unibanco. Em ambos os casos, as financeiras afirmam oferecer condições especiais para quem é servidor público, mas sem informar ao certo as variáveis utilizadas para os descontos nas concessões. 

Leia ainda: MEI: Sebrae oferece financiamento de até R$ 10 mil com baixa taxa de juros



[ad_2]

Source link

Back to list